NOME

MANUEL José Marques Pires "BALELA"

NATURALIDADE
Faro
DATA DE NASCIMENTO
21/10/1956
POSIÇÃO
Médio

CLUBES
(como jogador)

Farense - camadas jovens
(69/70 a 73/74)
Farense
(74/75 a 77/78)
Silves (78/79)
Farense (79/80)
Campinense
(80/81 a 84/85)

CLUBES
(como treinador)

Farense (85/86)
* - adjunto de Dinis Vital
Farense (86/87)
* - adjunto de Dinis Vital
*  - principal da 6.ª à 8.ª jornada
Louletano (87/88)
* - adjunto de Mário Wilson
Louletano (88/89)
* - adjunto de Manuel Oliveira
e depois de Joaquim Meirim
* - principal nas últimas
sete jornadas
Farense (89/90)
* - adjunto de Paco Fortes
Farense (90/91)
* - adjunto de Paco Fortes
Farense (91/92))
* - adjunto de Paco Fortes
Farense (92/93)
* - adjunto de Paco Fortes
Farense ? (93/94)
Louletano (93/94)
* - últimas 4 jornadas
Louletano (94/95) 2.º
WAC Casablanca (94/95)
KACM Marraqueche (95/96)
Imortal (96/97) 10.º
Olhanense (97/98) 13.º
* - substituiu Zinho
Olhanense (98/99) 4.º
Olhanense (99/00) inc.
* - até à 17ª jornada
União Madeira (99/00) 3.º
* - a partir da 18.ª Jornada
Farense (00/01) 13.º
União Madeira (01/02) 1.º
União Madeira (02/03)
* - até à10.ª Jornada
Farense (02/03)
* - da 13.ª à 24.ª Jornada
sem clube (03/04)
Farense (04/05)
* - época incompleta
KACM Marraqueche (05/06)
* - a partir de Novembro
Olhanense (06/07)
* - até à 7ª jornada
sem clube (07/08)
Louletano (08/09)
Dong Tam Long (09/10)
Vietname
* - adjunto de R. Formosinho
sem clube (10/11)
Farense (11/12)
sem clube (12/13)
Louletano (13/14)
* - a partir de Novembro
  Antigo jogador do Farense (o seu pai foi um histórico avançado do nosso vizinho rival, de quem herdou a alcunha) e outros clubes da nossa região, deu os primeiros passos na carreira de técnico como adjunto em Faro e em Loulé, onde também foi treinador principal interinamente nos primeiros tempos nessas funções.

No início da década de noventa passa a ser formador residente dos cursos de treinadores na Associação de Futebol do Algarve e orienta também a Selecção da nossa região. Já como técnico principal orienta o Louletano, antes de passar por dois clubes de Marrocos, o Wyad de Casablanca e o Kawkab de Marraqueche, onde conquistou a Taça da Confederação Aficana (o equivalente à Taça UEFA na altura).

Representa o o nosso clube pela primeira vez em 1997/98, substituindo o brasileiro Zinho e assegura a manutenção na 2.ª Divisão B.

Na época seguinte, 1998/99, consegue um quarto lugar na Zona Sul e em 1999/2000 construiu uma equipa sólida, lutando pelos lugares cimeiros, mas fica apenas até à 17.ª jornada, aceitando uma proposta do União da Madeira. A Direcção rubro-negra na altura entendeu que não tinha condições para lutar pela subida e deixou o técnico mudar-se para um rival directo.

O adjunto Floris Schaap asseguou o comando da equipa após a saída de Balela e o seu irmão
, FERNANDO PIRES, assinou pelo nosso clube na época seguinte.

Quase uma década depois Mnauel Balela voltou a Olhão, já na Liga de Honra, mas a experiência durou pouco tempo, pois os resultados e as exibições não foram os melhores (sucedeu a Paulo Sérgio, que quase conseguiu a subida ne temporada anterior) e foi substituído por Álvaro M
agalhães. Sobre a saída, Manuel Balela prestou as seguintes declarações ao jornal "A Bola", que abaixo reproduzimos com a devida vénia.
sem clube (09/10)



     
     


 

 

 

 

 

 

>  FECHAR ESTA JANELA
 
VOLTAR À PÁGINA INICIAL

© 2014 - OLHANENSE.NET - Página não oficial do S.C. Olhanense