NOME

József Szabó
(mais tarde José Sezabo)

NATURALIDADE

Gonyo - Hungria
(naturalizado português em 1955)

DATA DE NASCIMENTO

11/05/1894 ou 96

DATA DE FALECIMENTO

17/03/1973 ou 74?

POSIÇÃO

Médio-Centro

INTERNACIONALIZAÇÕES

12 jogos pela Hungria

CLUBES
(como jogador)

1.º clube: Gyori ETO
Ferencvaros
(1919 a 1924 ou 1925?)
CLUBES
(como jogador-treinador)
Nacional (25/26)
Marítimo (26/27 e 27/28)
FC Porto (28/29) reservas?
FC Porto (29/30) reservas
FC Porto (30/31) 3-0
FC Porto (31/32) 4-0
FC Porto (32/33) 3-0

CLUBES
(como treinador)

FC Porto
(28/29 a 35/36)
* - até Fevereiro de 1936
Sporting Braga (36/37)
Sporting
(37/38 a 43/44)
Farense (39/40)
* - emprestado pelo Sporting
na fase final da II Liga
Sp. Braga (44/45)
FC Porto
(45/46 e 46/47)
Olhanense (47/48)
Portimonense (48/49)
Oriental (49/50)
Sporting Braga (50/51)
Sporting Braga (51/52)
Atlético (52/53)
Sporting (53/54)
* - com Tavares da Silva
Sp. Covilhã ou Sporting? (54/55)
Caldas (55/56)
Sporting Braga (56/57)
Leixões? (57/58)
Torreense? (58/59)
Caldas? (59/60)
Sp. Braga (60/61)
Portimonense (61/62)
? (62/63)
Barreirense (63/64)
* - até à 15.ª jornada
Vila Real? (64/65)
Sporting (64/65)
* - colaborador de
Anselmo Fernandez
e de Armando Ferreira
Selecção de Angola (65/66)
Sporting
(camadas jovens)
  Szabo (cujo nome no seu país significa "alfaiate") foi um grande jogador do Ferencvaros, internacional pelo seu país, que em 1926 (se bem que algumas fontes referem que isso aconteceu realmente dois anos antes) fez uma digressão pelo nosso país "emprestado" á equipa do Szombathely.

Quando passou pela Madeira foi convidado a jogar no Nacional e logo passa para o Marítimo. a sua fama chega ao continente e +e contratado pelo FC Porto, como jogador-treinador. Nos dois primeiros anos na invicta, Szabo começa por ser apenas treinador, mas no início da década de trinta ainda volta a "calçar" as chuteiras, e faz vários jogos pela equipa azul e branca.

Com fama de duro, disciplinador e exigente, mas tremendamente competente e ganhador, é uma das grandes figuras do nosso futebol ao longo de várias décadas, em que ganhou vários títulos no FC Porto (entre os quais o primeiro campeonato da I Liga) e principalmente no Sporting, onde é o treinador com mais títulos da história dos "leões". Em Braga fica a herança dos equipamentos similares ao do Arsenal de Londres, já nessa altura uma das maiores referências do futebol mundial, por sua sugestão.

Nos anos quartenta e cinquenta passou por vários clubes do nosso país, entre os quais o nosso, na época 1947/48, antes de regressar ao Sporting em 1953, para vencer a "dobradinha". Chegou a ser treinador da Selecção de Angola na década de sessenta, mas foi em Alvalade que faleceu, no Centro de Estágio, onde além de treinador das várias categorias do clube leonino desempenhava também a função de massagista.

Em 1955 adoptou a nacionalidade portuguesa, passando a chamar-se José Sezabo, como forma de agradecer o país que o acolheu durante três décadas e onde viria a falecer.

FONTES:
> MUSEU VIRTUAL
> WIKISPORTING
> EUROPEAN NATIONAL FOOTBALL TEAMS
TEMPO FRADI
WIKIPEDIA HUNGARA
PAIXÃO PELO PORTO
BIBÓ PORTO
OUTRAS PALAVRAS



A equipa rubro-negra na época em que passou por Olhão, com o seu filho a guarda-redes



Em cima como treinador da equipa do FC Porto, em 1931/32, e em baixo no Sporting, em 1940/41.





Carta de Josef Szabo ao jornal "Os Sports" em 1943:

     


© 2015 - OLHANENSE.NET - Página não oficial sobre o S. C. Olhanense
Caso tenha alguma informação adicional, correção ou alteração a fazer
sobre esta ficha, agradecemos o seu contacto através do e-mail abaixo indicado: