NOME

János HROTKO Szabai

DATA DE NASCIMENTO

30/03/1922

DATA DE FALECIMENTO

23/03/2005

NATURALIDADE

Cerce Vasmegge - Hungria
("Internacional" AA)

POSIÇÃO

Médio

COMO JOGADOR
(...)
MTK - HUN
(...)
Bari - ITA (46/47) 16-0
Bari - ITA (47/48) 30-5
Bari - ITA (48/49) 24-1
Pro Sesto - ITA (49/50) 22-3
Zaragoza - ESP (50/51) 18-10
Zaragoza - ESP (51/52) 15-4
? (52/53)
Sporting (53/54) 22-4
Sporting (54/55) 11-1
SC Covilhã (55/56) 23-7
(...)

COMO TREINADOR

(...)
Atlético (62/63)
* - a partir da 20.ª jornada
Lusitano de Évora (63/64)
* - da 3.ª à 12.ª jornada
Torreense? (64/65)
* - até à 4.ª jornada
? (65/66)
Marítimo (66/67)
(...)
Leixões (71/72)
* - da 17.ª à 23.ª jornada
? (72/73)
? (73/74)
Torres Novas (74/75)
* - substitui João Maria Sousa
* - substituido por Carlos Pinhão
Leixões (75/76)
* - da 4.ª à 26.ª jornada
Olhanense (76/77)
* a partir da 12.ª jornada
? (77/78)
Olhanense (78/79)
* - época incompleta
(...)
Almada
(...)
 
Ainda jovem destacou-se como médio centro no MTK, mas foi
um dos muitos futebolistas húngaros que fugiram do seu país
após a 2.ª grande Guerra Mundial. Jogava em Italia quando
um grupo de futebolistas expatriados (suspensos pelo regime
comunista de voltar ao país ou de jogar pela selecção) que,
liderado pelo conhecido Kubala, fundaram o Hungaria FBC Roma
(com a sua base no campo de refugiados instalado nos estúdios
CineCitá), equipa que efectuou jogos de exibição em Itália
e em 1950 em Espanha.

No país vizinho Kubala ddespertaria o interesse do Barcelona
e Hrotko do Real Zaragoza, onde jogou duas temporadas antes
de chegar ao nosso país, para representar o Sporting, já em
final de carreira, mas ainda a tempo de participar na conquista
do Campeonato que fechou o até aí inédito "tetra", e da Taça de
Portugal dessa temporada, afirmando-se como titular do meio campo
leonino, ao lado de Juca.

Como treinador passou por vários clubes portugueses, entre os quais o Olhanense, na época 76/77, substituindo o brasileiro Milton Trindade à 12.ª jornada. A equipa classificou-se na 10.ª posição da Zona Sul da 2.ª Divisão.

Voltaria a orientar a equipa rubro-negra em 78/79, por pouco tempo.

Faleceu a 23 de Março de 2005 no Hospital de Évora, pelas 21h00. O seu corpo foi cremando dois dias depois, em Ferreira do Alentejo.

Como jogador na Covilhã
 
Como treinador em Olhão


     


>  FECHAR ESTA JANELA
VOLTAR À PÁGINA INICIAL

© 2012 - OLHANENSE.NET - Página não oficial do S.C. Olhanense